Sobre o PET-Música

PET-Música

por Marcia Guimarães, tutora

O grupo PET Música foi criado no Instituto de Artes da UNESP em agosto de 1996, pelo Prof. Dr. Roberto Antonio Saltini. Inicialmente composto por um numero mínimo de quatro bolsistas, foi ampliado após avaliações positivas e hoje conta com doze bolsistas, número máximo que o programa permite. Em 2000, o grupo teve seu segundo tutor, o Prof. Dr. Paulo Castagna, que permaneceu até maio de 2004, e, a partir de junho, assumi a tutoria do grupo PET-Música. Desde outubro de 2015 a tutoria do PET-Música está a cargo do Prof. Dr. Maurício De Bonis.

No PET as atividades do grupo são planejadas anualmente, e a participação individual e coletiva deve ser equilibrada. O bolsista deve dedicar-se, em tempo integral, às atividades do curso de graduação e do PET com carga horária mínima de vinte horas, se aprovado no processo de seleção. O tutor tem uma carga horária mínima de oito horas semanais para orientação dos alunos bolsistas e do grupo. O processo de acompanhamento e avaliação do PET faz parte de um processo pedagógico que visa desenvolver a crítica, a autocrítica, o autoconhecimento do bolsista, do tutor, dos grupos e das IES, considerando a formação de pessoas-cidadãs com consciência de seu papel na sociedade.

Destarte, exercer essa função e ter o voto de confiança de todos os bolsistas não foi, não é, nem será tarefa fácil para um tutor. A vida e nossa profissão nos ensinam diariamente que os desafios fazem parte do processo de construção de nós mesmos, enquanto seres viventes. Lendo um artigo sobre as bases teóricas e metodológicas que fundamentam o modelo de educação tutorial no ensino presencial: O Método Tutorial de Educação da Prof. Dra. Edvanda Bonavina da Rosa – Tutora do PET/Letras, foi que me dei conta do motivo pelo qual me sentia tão cansada em nossas reuniões semanais. As exigências desse método de aprendizado segundo a professora, que refletiu sobre a atuação na educação tutorial, partindo de afirmações do educador Gilbert Highet, realmente são grandes; mas valorizam o exercício de ouvir, de dar maior valia à opinião alheia, de respeitar a diferença, de cooperar, de buscar e encontrar satisfação em agir em conjunto. É a mesma satisfação que sentimos quando realizamos música em conjunto: é uma batalha no início, todos os detalhes e minúcias, mas o resultado do trabalho é muito rico e gratificante.

Ao longo destes anos o grupo PET-Música desenvolveu suas atividades de ensino, pesquisa e extensão; apoiou a divulgação dos eventos do IA; participou dos encontros do Encontro dos Grupos PET do Estado de São Paulo – SPPET e do ENAPET; produziu três revistas PETulante; trabalhou para a Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Música – ANPPOM (2007), a Associação Brasileira de Educação Musical ABEM (2008) e para o VII Encontro de Musicologia Histórica (2006) de Juiz de Fora (MG). Realizamos vários masterclasses, workshops, apresentações musicais em hospitais e no Museu do Ipiranga (Museu Paulista da Universidade de São Paulo); palestras, cursos de curta duração, seminários, reuniões administrativas e estudos em grupo. Dentre os trabalhos realizados está o curso Música na Escola: Noções Musicais para um Ensino Criativo, direcionado a cento e cinqüenta professores do Ensino Fundamental e Médio, na Diretoria de Ensino da Região Centro Sul, que possibilitou ampliar o leque de experiências e desenvolver ações de ensino, pesquisa e extensão. Outro projeto gratificante para o grupo foi a participação da gravação, edição, mixagem, apoio técnico e projeto gráfico de um CD do Sarau da Independência, realizado no Salão de Honra do Museu do Ipiranga, com a participação de alguns professores do Departamento de Música do IA. Estou lisonjeada por estar neste grupo e vivenciar, no dia-a-dia, todos os problemas, encontrar soluções, realizar os processos de seleção (os credenciamentos e descredenciamentos), os relatórios, e principalmente ver brotar, dos planejamentos, os resultados que são, sem dúvida, produtos de trabalho honesto.

O PET-Música agradece o apoio dos professores colaboradores e respectivos departamentos; de todos os setores administrativos: Divisão Técnica Acadêmica – DTA, Direção Técnica Administrativa – DTAd, Diretoria de Serviços e Atividades Auxiliares – DSAA, Serviço Técnico de Informática – STI, Biblioteca, diretoria e vice-diretoria e, especialmente, da nossa ex-secretária Marisa Alves que muito nos auxiliou. Temos muita gratidão pelos professores do Comitê Local de Avaliação – CLA, pois sempre nos incentivaram e nortearam nossas ações, especialmente Maria Emilia Araujo Gonçalves, que está sempre presente e atenta a todos os trâmites burocráticos e necessários para o desenvolvimento do programa.

A Profa. Dra. Marcia Guimarães é professora do Curso de Música – Habilitação em Canto do Instituto de Artes da Unesp.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s